Rua Dr. Paulo Tinoco Cabral, 484
(16) 3911 4525
Segunda à sexta - 8h às 18h

O QUE É SÍNDROME DE PETER PAN?

06/11/2018 imprimir


A síndrome de Peter Pan se caracteriza pela IMATURIDADE em certos aspectos, sejam PSICOLÓGICOS, sociais ou sexuais, de homens já adultos. Além disso, podem apresentar comportamentos narcisistas, de DEPENDÊNCIA, irresponsabilidade, rebeldia, dentre outros.

As pessoas que sofrem com a Síndrome de PETER PAN preferem se afastar das exigências do mundo real e se esconder em um mundo de FANTASIA. Dessa forma, como consequência, não conseguem desempenhar seus papéis com sucesso em seus trabalhos e vida pessoal, que é o que se espera na vida adulta. Relutam em cortar a ligação de DEPENDÊNCIA com os pais e, geralmente, têm apenas relações superficiais com os outros. Fazendo uma ANALOGIA, assim como o personagem “Peter Pan”, refugiam-se das responsabilidades e permanecem à procura de aventuras, com MEDO de enfrentar o mundo real.

 

Neste momento, temos um número de fenômenos que podem favorecer este quadro, por exemplo, as REDES SOCIAIS que convidam um desfile de sucessos e OSTENTAÇÃO para os olhos de seguidores, seja com objetos caros ou demonstrando bem-estar digno de cinema, sem dar dimensão do trabalho necessário para alcançar aquele objetivo e fazendo um recorte superficial da vida do indivíduo. Há até quem FABRIQUE elaboradamente fotos e textos sobre si que não correspondem à verdade para fazer uma grandiosa. A dificuldade de lidar com ESFORÇO e COMPROMISSO fica visível.

Quem tem estas características pode parecer DESPREOCUPADO e feliz, mas na vida pessoal pode estar cheio de sentimentos de solidão e INSATISFAÇÃO, acompanhados de dependência pessoal. Eles precisam ter ao seu lado alguém que atenda às suas necessidades e que os façam se sentir protegido, como os pais, irmãos mais velhos ou parceiro.

 

CAUSAS

A Síndrome de Peter Pan, assim como outros fenômenos psicológicos, é causada por MÚLTIPLOS fatores, tais como traços de PERSONALIDADE dependente, estilo de lidar com problemas e padrões educacionais. A dificuldade de CRESCER e ir assumindo novos e maiores desafios deve ser vista como parte do desenvolvimento e é importante que seja um diálogo dinâmico entre as pessoas que se relacionam, por exemplo, é próprio de um ADOLESCENTE querer ter as vantagens do mundo adulto (dinheiro, carro) sem perder as regalias da infância (os pais pagando as contas e cuidando da casa), o mesmo não cabe a um homem adulto.

06/11/2018 imprimir Voltar