Rua Dr. Paulo Tinoco Cabral, 484
(16) 3911 4525
Segunda à sexta - 8h às 18h

AMOR E OFENSAS

18/06/2018 imprimir


Quando a discussão de um casal inflama pode ser que cada um, por estar ferido, acabe usando "arsenal" mais pesado, o que vai causando uma escala na dureza das coisas ditas. Gritos, xingamentos, palavras de depreciação podem deixar marcas difíceis de superar, isto significa uma grande chance de fragilidade tanto para o casal quanto para o indivíduo. 
Para o casal, é possível que uma irritação, causada pela troca de "socos verbais", fique "atravessada na garganta" e permaneça assim constantemente, diminuindo o nível geral de tolerância com o par, com os filhos, etc. O medo de rompimento pode também aumentar as tentativas de controle, como o ciúme. Para o indivíduo o desgaste emocional pode refletir no trabalho e no estudo, deixando muito pouco energia e espaço na cabeça para criar e produzir, e pode também vir junto com sérios problemas de autoestima pois fica difícil gostar de si mesmo quando a relação amorosa é permeada de depreciação.
Algo simples e importante a se estabelecer são os limites em que um conversa acontecerá, por exemplo, assumindo como um compromisso comum que se o tom de voz subir e/ou o palavreado tornar-se desrespeitoso, deve-se parar ali e tentar novamente em outro momento.

18/06/2018 imprimir Voltar